• Dr. Luiz Muller

Escoliose idiopática é mais comum em meninas?




A escoliose idiopática, aquela que ocorre sem uma causa definida, é mais comum entre as meninas.


Para curvas entre 11º e 20º, a escoliose se desenvolve em 1,4 meninas para cada menino;


Para curvas maiores que 20º, mas que não precisam de tratamento, a escoliose se desenvolve em 5,4 meninas para cada menino.


Já para curvas que precisam de tratamento são 7,2 meninas para cada menino.


Ou seja, a progressão é mais comum nas meninas que nos meninos, principalmente durante o estirão de crescimento, que acontece entre os 11 e 13 anos de idade.


O fator de risco se torna ainda maior quando existem casos na mesma família. Além disso, o risco da escoliose nas meninas evoluir e precisar de tratamento cirúrgico, é maior entre as as crianças do sexo feminino, se comparado as do sexo masculino.


É essencial ficar atento a alguns sinais, como:


- Diferença na altura dos ombros;

- Assimetria da cintura e escápulas;

- Aparente aumento da cifose em um dos lados da coluna, o que chamamos de giba;

- Assimetria das mamas.


Caso perceba algum desses sintomas, agende uma consulta com um especialista o mais breve possível.


Ficou com alguma dúvida? Coloque nos comentários


Para agendar seu horário entre em contato com a nossa equipe:

(41) 99276-0655 ou https://bit.ly/3AARnTm

Hospital Pequeno Príncipe

Clínica Artro

Curitiba - PR


Dr. Luiz Müller Avila

CRM-PR 29757 / RQE 17041

5 visualizações0 comentário