• Dr. Luiz Muller

Kyra Condie: conheça a escaladora que superou a escoliose e chegou às olimpíadas




Quando eu digo que ter escoliose ou mesmo ter sido submetido(a) a cirurgia para correção de escoliose não te condena a ter uma vida de limitações, eu não poderia ter um exemplo melhor que a atleta americana Kyra Condie! @kyra_condie.

Kyra será uma das representantes dos Estados Unidos (EUA) nas olimpíadas de Tóquio, na estreante modalidade da escalada esportiva. Esse é um esporte ainda pouco difundido no Brasil, que, desta vez, não vai disputar esta medalha. O esporte requer força, flexibilidade, concentração e planejamento.

A história de Kyra é realmente inspiradora. Aos 10 anos ela descobriu a escalada como um esporte, logo entrou em uma equipe e começou a competir. Mas assim que as competições começaram, foi diagnosticada com escoliose idiopática.

Uma curva de 70º na coluna torácica que tinha indicação de ser tratada com cirurgia. O primeiro médico logo sentenciou: escalar, nunca mais! Kyra não se conformou e encontrou ainda mais forças, consultou um segundo e um terceiro médico que então lhe disse que poderia, com algumas restrições de movimentos, retomar a escalada.

O resto é história: Kyra foi operada em março de 2010, de lá para cá tem sido uma das atletas de maior destaque dentro de sua modalidade e será uma das representantes de seu país nas olimpíadas de Tóquio.

Kyra já é campeã e um modelo com uma história inspiradora, já tem minha admiração e terá minha torcida nos jogos!

---

"When I say that having scoliosis or even having surgery for scoliosis doesn’t condemn you to a life of limitations, you couldn't have a better example than the American athlete Kyra Condie! Kyra will be one of the US representatives at the Tokyo Olympics in the debuting sport of climbing. A sport that is still not widespread in Brazil, having no representatives in this Olympics, climbing requires strength, flexibility, concentration and planning. Kyra's story is incredibly inspiring. At age 10, she discovered climbing as a sport and soon joined a team and began competing. However, shortly after the competitions started, she was diagnosed with idiopathic scoliosis. A 70* curve in the thoracic spine that required treatment with surgery. The first doctor immediately sentenced: No climbing ever again! Kyra didn't accept this sentence _ and _the challenge increased her drive even more. She consulted with a second and then a third doctor who told her that she could, with some movement restrictions, resume climbing. The rest is history: Kyra’s operation was in March 2010 and since then she has became one of the most prominent athletes in the sport and will be one of her country's representatives at the Tokyo Olympics. Kyra is a champion and role model with an inspirational story who will certainly have my support and admiration this year in Tokyo!"

---

Tem um amigo ou familiar que gostaria de saber disso? Marque aqui

Dr. Luiz Müller Avila CRM-PR 29757 / RQE 17041

Para agendar a sua consulta entre em contato com a nossa equipe: (41) 99276-0655 Hospital Pequeno Príncipe Clínica Artro Curitiba - PR

0 visualização0 comentário